ESTRELA GUIA NF: REFLETINDO* SAUDADES DE NOSSOS ENTES QUERIDOS QUE FORAM PARA OUTRAS MORADAS DE DEUS

tetp

slide

Venham se cadastrar!

REFLETINDO* SAUDADES DE NOSSOS ENTES QUERIDOS QUE FORAM PARA OUTRAS MORADAS DE DEUS


Na terra, quando perdemos a companhia de seres amados, ante a visitação da morte

sentimo-nos como se nos arrancassem o coração para que se faça alvejado fora do peito.

Ânsia de rever sorrisos que se extinguiram, fome de escutar palavras que emudeceram.

E bastas vezes tudo o que nos resta no mundo íntimo é um veio de lágrimas estanques, sem

recursos de evasão pelas fontes dos olhos.

Compreendemos, sim, neste OUTRO LADO DA VIDA, o suplicio dos que vagueiam entre as paredes

do lar ou se mobilizam no espaço exíguo de um túmulo, indagando porquê...

Se varas semelhantes sombras de saudade e distância, se o vazio te atormenta o espírito,

asserena-te e ora, como saibas e como possas, desejando a paz e a segurança dos entes inesquecíveis que te antecederam na Vida Maior.

Lembra a criatura querida que não mais te compartilha as experiências no Plano Físico, não por pessoa que desapareceu para sempre e sim à feição de criatura invisível, mas não de todo ausente. Os que rumaram para outros caminhos, além das fronteiras que marcam a desencarnação, também lutam e amam, sofrem e se renovam. Enfeita-lhes a memória com as melhores lembranças que consigas enfileirar e busca tranqüilizá-los com o apoio de tua conformidade e de teu amor.

Se te deixas vencer pela angústia, ao recordar-lhes a imagem, sempre que se vejam em sintonia mental contigo, ei-los que suportam angústia maior, de vez que passam a carregar as próprias aflições sobretaxadas com as tuas.

Compadece-te dos entes amados que te precederam na romagem da Grande Renovação.

Chora, quando não possas evitar o pranto que se te derrama da alma; no entanto, converte quanto

possível as próprias lágrimas em bênçãos de trabalho e preces de esperança, porquanto eles todos

te ouvem o coração na Vida Superior, sequiosos de se reunirem contigo para o reencontro no

trabalho do próprio aperfeiçoamento, à procura do amor sem adeus.

***Emmanuel*

4 comentários:

Vera disse...

Oi minha linda aparece no meu blog que tem um selinho p vc bjssss.

Eu Mulher disse...

Amiga querida, vim lhe agradecer pelas felicitações do meu aniversário. Muito obrigada!

Beijos

Márcia Regina disse...

Linda mensagem estrelinha, sempre tão querida.tem um selinho para você lá no plantar, pois aqui neste blog tem uma pessoa muito bonita e especial. milhões de beijos

Simplesmente Mariza disse...

Nancy minha amiga querida, acho até que já comentei contigo, da dificuldade em aceitar ou mesmo conseguir controlar o que sentimos.....diante da perda. Nossa cultura, é exatamente assim... uma perda definitiva, por isso o sofrimento prolongado. E a falta de conhecimento em relação à morte, nos faz sentir mais intensamente, esta perda. E, só existe uma maneira de transpor, este sofrimento, é buscando o conhecimento e o entendimento a respeito de perdas. Amiga, tenho aprendido muito nestes últimos tempos. Beijosssssssss