ESTRELA GUIA NF: REFLETINDO*LACOS DE FAMILIA* PARTE I

tetp

slide

Venham se cadastrar!

REFLETINDO*LACOS DE FAMILIA* PARTE I












LACOS DE FAMILIA, UNIAO, AMOR, COMPROMISSO
Parte I
Estamos caminhando para o real entendimento do conceito de família, pois vamos desenvolvendo em nós a necessidade da reforma íntima, nos melhorando, nos conscientizando que somos espíritos imortais, facilitando desta forma o nosso convívio neste sagrado e abençoado grupo instituído por Deus. Roguemos sempre ao Pai maior forças para seguirmos em frente diante das dificuldades dentro de um grupo familiar, pois são essas vitórias que nos eleva espirtualmente e nos da o conforto e a paz do dever cumprido.
É ponto pacífico em todas as religiões que a família é uma das mais importantes associações existentes na Terra, se não a mais importante. Nos diz Emmanuel, no Livro Vida e Sexo, psicografia de Chico Xavier, no capítulo 2, intitulado "Família": "Temos no instituto doméstico uma organização de origem divina, em cujo seio encontramos instrumentos necessários ao nosso próprio aprimoramento para a edificação do Mundo Melhor".
Com a doutrina espírita, que nos traz em seus pilares a lógica absoluta da reencarnação, o conceito da família se expande, pois vai muito além dos laços consangüíneos. O entendimento das dificuldades existentes dentro do lar ganham explicação clara e lúcida. Passamos a entender porque nos afinizamos mais com um do que com outro. Compreendemos porque um amigo muitas vezes é aquele irmão que tanto gostaríamos de ter (e temos). Percebemos as tramas dos enganos entre familiares que se engalfinham pelos bens materiais. O porquê das tragédias familiares, traições, crimes, abandonos, rejeições, tantos abortos, tantas decepções. Embora o retrato das nossas famílias se revele muitas vezes desanimador e assustador, é com a doutrina espírita que vamos entender que cada um está fazendo o melhor que pode.
Que os erros de hoje serão corrigidos amanhã. Errar é uma forma de aprendizado dentro das leis de Deus. Se assim compreendemos (e nos compreendemos), fica mais fácil perdoar, sermos perdoados e nos perdoarmos, facilitando assim a convivência na família.
Temos na reencarnação então a grande diferença do Espiritismo para a maioria das religiões. Uma diferença que explica e CONSOLA. Mas não basta conhecermos os conceitos da reencarnação. Não basta explicarmos as dificuldades com a reencarnação. É preciso viver como Espíritos imortais (que somos). É preciso viver de acordo com os horizontes que a reencarnação nos descortina. É preciso sentir a reencarnação como mais uma oportunidade de vitória. É preciso então vivenciar a reencarnação. Não mais crendo, mas sabendo. Lacos de família nos auxilia compreender a lógica irrefutável da reencarnação, não esquecendo do mandamento maior trazido pelo amigo Jesus:
"Fazei ao próximo o que gostaríeis que fizesses a si mesmo."
Temos nossas reencarnações sempre dentro de um mesmo grupo familiar, ou mesmo predominando dentro de um determinado grupo?
-Somos conduzidos pelos gostos, pelas semelhanças, pela lei de afinidade. Logo esses fatores são predominantes na escolha da família, o que significa dizer que realmente ficamos próximos dentro de um mesmo grupo. Ressaltando que a escolha da família se dará de acordo com as nossas maiores necessidades, como espíritos imortais que somos.
O que é o parentesco material e o que é o parentesco espiritual, segundo a Doutrina Espírita?
-O parentesco material é a união na família de acordo com os laços consangüíneos e o parentesco espiritual é a nossa verdadeira família pela união dos gostos, dos sentimentos, das afinidades. Enfim, pela reunião do entendimento de que todos somos irmãos.
Pode acontecer de uma determinada criatura encarnar na maioria das vezes dentro de um grupo familiar que seja ao mesmo tempo carnal e espiritual (o grupo de seus verdadeiros familiares pelas parecenças morais e de sentimento?
-Sim! É necessário que assim aconteça, pois uma família nunca é formada somente de desafetos, pois não haveria sustentação mínima necessária. As leis de Deus sendo perfeitas, colocam no seio da família um ou mais espíritos capazes de ajudar na condução da mesma.
O que devemos entender nas palavras de Jesus: "Não separeis o que Deus uniu"?
-Todos somos conduzidos ao desenvolvimento do amor maior, da fraternidade, da harmonia, de forma que a família é um grupo abençoado para o desenvolvimento desses sentimentos. O significado da expressão está no sentido de não separarmos violentamente os membros de uma família, ou seja, colocando os nossos interesses acima de tudo. Por nosso orgulho e egoismo.
Sabemos que a maioria dos casamentos na Terra é provacional, de forma que devemos buscar pelo entendimento que a doutrina espírita nos traz das leis de Deus, o esforço de mantê-los.
O que ainda ocorre nos dias de hoje é o doar-se à paixão primeira, prevalecendo, neste caso, os instintos. Neste caso, muitas famílias têm seus laços rompidos por estas paixões. Nestes casos, é que Jesus nos afirma que não devemos separar o que Deus uniu, para o nosso próprio benefício.
Dizem que a reencarnação provocaria um relaxamento dos laços familiares. Como o Espiritismo encara essa questão?
-Muito pelo contrário. O Espiritismo fortifica os laços familiares, exatamente por nos demonstrar que as ligações afetivas são construídas passo a passo no pretérito. Sendo assim, cada vez mais desenvolvidas, à medida que compreendemos os ensinamentos do Mestre Jesus.
Quando se vê liberto de seu corpo físico, pelo desencarne, o Espírito imediatamente encontra com seus entes queridos no Plano Espiritual?
_Cada caso é um caso. Não existe um modelo para o desencarne. Viveremos na vida espiritual de acordo com a nossa conduta moral enquanto encarnados. É por isso que a doutrina espírita nos ensina que "fora da caridade não há salvação", ou seja, seguindo este preceito, estaremos não só nos candidatando a encontrar nossos entes queridos no plano espiritual, como, principalmente, ajudá-los na sua caminhada.
Ao casarmos significa que temos grande compromisso para com o companheiro?
-Sim. A maioria dos casamentos na Terra é programado no plano espiritual, mas não podemos esquecer que como temos nosso livre-arbítrio muitas das vezes mudamos o cumprimento destes compromissos, adquirindo maiores complicacoes e muitas das vezes, debitos para reencarnacoes futures.
( Pesquisa baseada no Evangelho segundo o espiritismo, O Livro dos Espiritos, Geneses. Doutrina Kardecista) Continua...
Postar um comentário